André Previn: compositor, pianista e maestro


Andreas Ludwig Priwin nasceu em Berlim, Alemanha, em 6 de abril de 1929, em uma família judaica. Em 1939 migrou com sua família para os Estados Unidos a fim de poder escapar do regime nazista. Previn naturalizou-se cidadão norte-americano em 1943 e cresceu em Los Angeles.
Graduou-se na escola de Beverly Hills e começou um dueto musical com Richard M. Sherman, onde Sherman tocava flauta, e Previn, piano. Coincidentemente, 21 anos depois, ambos compositores, ganharam o Oscar por diferentes filmes.

Em 1967, Previn tornou-se diretor musical da “Orquestra Sinfônica de Houston”. Em 1968, ele se tornou o principal maestro da “Orquestra Sinfônica de Londres”, tendo ocupado esse posto até 1979. Durante seu mandato na sinfônica ele participou de um programa de televisão chamado “Andre Previn’s Music Night”.

Previn foi diretor também da “Orquestra Sinfônica de Pittsburg” e apareceu em outro programa de televisão: “ Previn and the Pittsburg”. Foi também o principal maestro da “Orquestra Filarmônica Real”.

Em 1984, nomeado diretor musical da “Orquestra Filarmônica de Los Angeles”, ficou à frente da orquestra oficialmente até 1985.

Previn foi casado com Betty Bennett, Dory Langdon, Mia Farrow, Heather Sneddon e Anne-Sophie Mutter. Para esta última, que era violonista, escreveu um concerto de violino. É pai adotivo de Soon-Yi Previn. Seu casamento com Anne-Sophie durou até 2002.

André Previn participou de várias gravações importantes à frente da “Orquestra Sinfônica de Londres”, incluindo três balés completos de Tchaikovsky (O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida e O Quebra-Nozes) e as sinfonias completas de Ralph Vaughan Williams. Com a “Orquestra Filarmônica de Los Angeles”, gravou as obras de Sergei Prokofiev, Antonin Dvorak, William Kraft, John Harbison e Harold Shapero.

Menuhin-Rostrapovich- Previn, Play “Beethoven Triple Concerto”, L.Berstein conduction

André Previn, W.Joe Pass & Ray Brown – “There’ll Never Be Another You”

André Previn – “Over the Rainbow”

 

Comente