Linor Abargil, vencedora do concurso Miss Mundo 1998

Linor Abargil nasceu em 17 de fevereiro de 1980 em Netanya, Israel.

Filha de Aliza e Jackie Abargil, Linor era uma estudante aplicada e afirma que ser modelo não era seu sonho, embora muitos amigos sempre a incentivassem. Aos 18 anos, enfim, ela decidiu inscrever-se no concurso de Miss Israel. Após a sua eleição, ela seguiu para representar Israel no concurso de Miss Mundo, vencendo-o também.

Ao ser eleita Miss Mundo, ela chorou convulsivamente, e não foi somente de alegria, mas por ter sido dias antes sequestrada e estuprada pelo seu agente  de viagens Shlomo Nour. Essa história triste do seu rapto virou um documentário: “Brave Miss World”, produzido por Cecília Peck (filha de Gregory Peck).

Abargil também tornou-se uma ativista contra a violência sexual.

No dia seguinte à coroação, Linor voltou a Israel e soube que o seu agressor, Shlomo Nour,  fora preso e condenado,   tornando público,  além de sua história, a de outras cinco mulheres que também haviam sido suas vítimas.

Hoje, a Miss Mundo abandonou a passarela, tornou-se uma advogada criminalista,  dedica-se à luta contra a violência sexual, dá palestras ao redor do mundo e ajuda mulheres que, iguais a ela,  foram vítimas de estupro. Reconhece que o fato de ter sido Miss Mundo ajudou a chamar a atenção sobre o problema.

Em 2010, Linor Abargil se casou com Oren Halfon. O casal é ortodoxo e ela cobre seus cabelos como manda a tradição. Eles têm três filhos.

Abargil declara: “Eu não me importava em ser Miss Mundo. Mas Deus tem outros planos para mim. Acho que essa coroa era para que eu fizesse o que faço hoje.”

Comente