Mischa Elman, um violinista famoso por seu estilo apaixonado


Mischa (Mikhail Saulovich) Elman nasceu em Talne, Ucrânia (então império Russo), em 20 de janeiro de 1891.
Seu avô, músico e violinista, tocava klezmer (folk judeu). De início o pai de Mischa não incentivou o filho na carreira de músico, mas finalmente cedeu ao desejo do filho e o presenteou com um violino miniatura, onde ele logo aprendeu sozinho várias músicas. Pouco depois ele foi levado a Odessa, onde estudou na Academia Imperial de Música.

Pablo de Sarasate o recomendou a Leopold Auer, afirmando que Mischa iria se tornar um dos talentos da Europa. Ele se apresentou para Auer com 11 anos tocando o “Concerto Wieniawski Nº 2”  e  o “Capricho 24” por Paganini.  Auer ficou bastante impressionado  e o admitiu imediatamente no Conservatório de São Petersburgo.

Elman era apenas um garoto quando Auer arranjou para ele tocar com a Orquestra Colonne durante a visita de Éduard Colonne à cidade de Pavlovsk. Auer não contou a idade de Mischa e quando Colonne descobriu disse que não trabalhava com crianças prodígio. “Eu nunca brinquei com uma criança, e eu não vou começar agora”, afirmou o violinista e maestro. Elman teve que tocar com o acompanhamento de um piano, enquanto o maestro ouvia. Após ele o ter escutado, pediu desculpas e o convidou para tocar com a Orquestra. Quatro meses depois, Mischa Elman tocou o “Concerto de Mendelssohn” em Paris com grande sucesso.

Em 1903 Elman começou a dar concertos em casas de ricos patronos das artes. Fez sua estreia em Berlim em 1904, causando sensação. Sua primeira apresentação em Londres foi em 1905. Tocou no Carnegie Hall em 1908 impressionando muito o público americano. Depois fez uma turnê pela Austrália em 1914.

Mischa muitas vezes chegava a se apresentar em mais de 100 shows em uma temporada. A família mudou-se para os Estados Unidos em 1917 e ele tornou-se cidadão americano em 1923.

Durante a carreira americana de Mischa foram acompanhadores constante vários músicos importantes, como Emamnuel Bay, Josef Bonime, Carol Hollister e Wolfgang Rosé.  A partir de 1950 seu acompanhante e parceiro foi Joseph Seiger, que gravou com o “Mischa String Quartet”.

Elman faleceu em 5 de abril de 1967 em Manhattan  e foi enterrado no Westchester Hills Cemetery de Nova York.

Mendelsson –  “Violin Concerto” –  Mischa Elman

Mischa Elman plays Shubert Serenade

Mischa Elman plays Kreisler

Comente