Prefeito de Sdot Negev no Rio de Janeiro

Tamir Idan, presentou a comunidade judaica carioca com uma chanukiá feita com partes de um foguete que atingiu Sdot Negev.

 

A convite do Fundo Comunitário, o prefeito Tamir Idan do Distrito de Sdot Negev, ao Sul de Israel, esteve no Rio de Janeiro e fez uma palestra onde detalhou as dificuldades dos moradores dessa região, principalmente, dos alunos do Campus Educacional, que dista, apenas, 7km de Gaza.

Ao ouvir Tamir Idan, todos os presentes tiveram a dimensão do que representa o trabalho do Fundo Comunitário do Rio de Janeiro.

Monica Schreiber, Claudia Chor e Eliane Gottlieb, ativista do Fundo Comunitário

 

O prefeito de 48 anos é advogado e nasceu em Sdot Negev, ele reconhece que morar numa região que está, constantemente, sob ameaça, não é uma escolha fácil. Porém, segundo ele, apesar disso, a área está florescendo e seus moradores continuam revelando-se verdadeiros heróis, dignos de admiração.

Um grupo de apoiadores do Fundo Comunitário do Rio de Janeiro, ajudou a construir e equipar os bunkers do Campus Educacional de Sdot Negev de forma a atender, acolhedoramente, a todas as crianças em casos de ataques aéreos. Sdot Negev também recebeu apoio do Rio de Janeiro para a construção da Escola Científica Jardim de Infância Rio de Janeiro, que hoje, é um modelo de referência pedagógica.

Herry Rosemberg e Tamir Idan

 

Osias Wurman e Tamir Idan

O presidente do Fundo Comunitário, Ilan Goldman, ao citar Sdot Negev como uma “escolha” do Rio de Janeiro, entre seus projetos de apoio, ressaltou que ninguém escolhe viver em um lugar com ameaças de segurança, a não ser por idealismo. “São pessoas que acreditam e querem estar ali por questões de pertencimento”, disse.

Ilan Goldman, presidente do Fundo Comunitário

Ilan destacou a importância do apoio da comunidade carioca e exemplificou esse apoio em forma de imposto.

“Todos nós pagamos impostos e estes retornam através de benefícios, como, por exemplo, a aliá, que só este ano, irá chegar a quase mil pessoas. Esses brasileiros recebem moradia e ajuda financeira nos primeiros meses de estadia em Israel. O Fundo Comunitário é um dos provedores desse incentivo, assim como diversos outros projetos presentes em nossa comunidade local”, explicou Ilan.

 

Comente