Vermelho russo

Marta e Manu são duas jovens atrizes em crise que resolveram aperfeiçoar em seu ofício em um curso em Moscou, na Rússia. Junto a outros estudantes internacionais, elas não só estavam aprendendo o método de Stanislavski, como também as diferenças culturais e as dificuldades com a linguá que é muito diferente da vida à qual estão acostumadas.

A fim de se reinventarem no inverno russo, os conflitos entre elas vão aparecendo naturalmente em cena, assim como os diálogos, o desenvolvimento das personagens e as atuações. Com ótimos contrapontos numa história tão simples e realista (afinal, quem nunca passou por isso!),Vermelho Russo acerta não só no timing dos atores como também na direção de Charly Braun que leva ao filme leveza na circunstâncias das personagens.

Entre nevascas, brigas, paixões e muitos litros de vodca, suas personagens acabam por extrapolar os limites da cena e da amizade, fazendo com que sejam constantemente testadas pelo rigor do teatro e por uma Rússia majestosa e difícil.

O filme foi baseado numa ideia da atriz Martha Nowill, uma das protagonistas do longa e roteirista do longa junto com o diretor Charly Braun.

Comente