Yael Dayan, uma ativista da paz

Yael Dayan nasceu em 12 de fevereiro de 1939, em Nahalal, Palestina, filha do General Moshe Dayan (o general da paz) e neta de Shmud Dayan (um político sionista).

Serviu na IDF (Força de Defesa de Israel) como capitã, depois estudou relações internacionais na Universidade Hebraica de Jerusalém e Biologia na Universidade Aberta de Israel.

Entre 1959 e 1967, ela estava num relacionamento com Michael Cacoyannis e morava na Grécia. Mais tarde se casou com Dov Sion, com quem teve dois filhos.

Yael fez uma bela carreira como autora e colunista de jornais, entre esses: Yedioth Ahronoth, Ma’ariv, Al HaMishmar e Devar. Publicou um livro sobre temas de segurança e paz, bem como um de memórias da Guerra dos Seis Dias, chamado “Israel Journal: 1967 de 1967” e uma biografia de seu pai, chamada “My Father, His Daughter”.

Yael Dayan  serviu como membro do Knesset entre 1992 e 2003, pelo partido Trabalhista. Em 1993, em Túnis, tornou-se a primeira parlamentar israelense a se encontrar com o líder da OLP Yasser Arafat. Ao retornar a Israel, após três dias de conversações,  ela foi condenada pela imprensa de seu país e mesmo pelo seu próprio partido. Alguns a consideraram traidora e outros a acusaram de se autopromover.

Yael é também uma ativista dos direitos das mulheres e dos homossexuais. Faz parte da “Bat Shalom” (“Filhas da paz”), uma organização feminista pacifista que reúne mulheres israelenses e palestinas em defesa de direitos para cidadãos árabes e judeus no Estado de Israel. Dayan também é crítica da ocupação dos territórios palestinos por Israel e participa ativamente da organização “Paz agora”, o maior e mais antigo movimento pacifista israelense.

Nas eleições de 2003, ela perdeu sua cadeira no Parlamento e deixou o Partido Trabalhista e filiou-se ao Meretz. Nas eleições municipais de Tel Aviv, em 2004, liderou a lista do Meretz. Seu partido ganhou cinco dos 31 assentos no Conselho Municipal e aliou-se à coalizão de apoio a Ron Huldai.

Atualmente Yael Dayan é membro do Conselho Municipal de Tel Aviv, vice-prefeita e responsável pelos serviços sociais do município.

Comente